O marketing digital fornece os melhores insights e ajuda os profissionais a planejar estratégias mais precisas e avançadas para atingir resultados. Embora o termo “big data” seja relativamente novo, o ato de coletar e armazenar grandes quantidades de informações para análises já é muito utilizado no marketing.

A aplicação do big data tem melhorado a qualidade dos processos de tomada de decisão e detalhamento de campanhas. Como o mundo online trabalha com uma grande quantidade de dados, é natural que o marketing digital utilize dessa informação privilegiada.

Para saber mais sobre o impacto dessa tecnologia nos negócios online, continue a leitura!

A aplicação do big data tem melhorado a qualidade dos processos de tomada de decisão. (Foto: Pexels)

Afinal, o que é big data?

Basicamente, o termo big data refere-se à enorme quantidade de dados que está sendo criada a cada minuto na internet. Essa “explosão” de dados se torna uma oportunidade de negócios e uma proposta de valor para o cliente.

Esses dados são tão grandes e complexos que nenhuma das ferramentas tradicionais de gerenciamento é capaz de armazená-los ou processá-los com eficiência. Por isso, extrair valor deles é o grande desafio.

As empresas que trabalham com big data acabam conquistando uma potencial vantagem competitiva sobre as que não o fazem, pois, são capazes de tomar decisões de negócios mais rápidas e informadas, desde que utilizem os dados de maneira eficaz.

Por que utilizar o big data?

No mundo de marketing de hoje, as decisões não são mais guiadas apenas por hipóteses. Agora, as estratégias mais influentes são determinadas pela análise de big data.

Um dos principais benefícios do big data aplicado ao marketing digital é a possibilidade de todos os dados relevantes serem salvos para que possam ser revisados, se necessário. Isso significa que é possível entender o que funcionou nas campanhas do passado, para que se possa tentar recriar o mesmo efeito no futuro.

Além disso, com o uso de dados, as empresas podem conectar seus produtos e serviços aos principais problemas do público, criando conteúdo informativo. Por exemplo, as empresas usam cookies para coletar dados sobre as atividades do cliente, incluindo seu histórico de navegação na Internet. Isso as ajudam a criar estratégias personalizadas.

Como os dados podem ajudar no marketing de conteúdo?

Quando as marcas criam uma estratégia de marketing de conteúdo, isso é feito pensando em um público específico, esperando que elas se tornem virais. No entanto, em vez de atirar para todo lado, o cenário atual exige uma abordagem mais direcionada.

Hoje em dia, os redatores não confiam mais apenas em sua criatividade ao desenvolver conteúdo para fins promocionais. Eles têm equipes inteiras por trás deles, analisando big data e sugerindo tipos de conteúdo, temas, tópicos e variações estilísticas que funcionam melhor com o público segmentado.

Embora não seja possível prever qual conteúdo será mais atraente, já existem ferramentas que medem a eficácia do conteúdo, medindo se ele atingirá o público certo.

Com uma análise avançada, é possível gerar gráficos com números de tráfego, tempo gasto em seu site ou cliques do público-alvo, acompanhando com precisão o sucesso de sua campanha e eliminando rapidamente todos os aspectos que não estão apresentando bom desempenho.

Dessa forma, o big data ajuda a economizar tempo e recursos, otimizando suas futuras estratégias de marketing de conteúdo.

E você, ficou interessado em saber mais sobre big data no marketing digital e como aplicar em seu negócio? Entre em contato agora mesmo!